Cuidado com a mão invisível!

01 March 2007
Article
Em meio a um cenário de novidades e esperanças em relação a soluções para as mudanças climáticas, há pelo menos uma voz dissonante, crítica e consistente que nos obriga a ter cautela principalmente quanto ao mercado de carbono. Trata-se do Carbon Trade Watch, um projeto de pesquisa do Transnational Institute que estuda os impactos do mercado de carbono sobre a sociedade e o meio ambiente. No final do ano passado, um artigo de um de seus pesquisadores, Kevin Smith, publicado na BBC, mostrou o tom dessa visão crítica. De modo geral, Smith alerta para o fato de que o pensamento economicista não dá conta de propor soluções efetivas para as mudanças climáticas, uma vez que está fundamentado em criatividade contábil e que na prática a ação do livre mercado está vinculada aos interesses econômicos e ao lobby das grandes empresas. Smith faz uma leitura importante dos mercados de carbono como uma forma de privatizar o ciclo de carbono do planeta. Na mesma linha, o Carbon Trade Watch acaba de lançar uma publicação que pede cautela com a celebração da chamada neutralização de carbono. The Carbon Neutral Myth taxa a medida como uma forma de indulgência moderna vendida a um público cada vez mais consciente para absolver seus pecados climáticos. O caráter de mito, segundo o CTW, se deve à dificuldade ou mesmo impossibilidade da maioria dos projetos desse tipo de verificar sua eficiência no cenário das mudanças climáticas. Por trás de todos esses alertas está a preocupação de que medidas de mercado ou de “efeito-instantâneo” desviem o problema da ação política coletiva que se faz necessária e que implica num afastamento da lógica da mão invisível, de reparos tecnológicos rápidos e da manutenção da relação de exploração Norte/Sul sobre a qual os projetos de seqüestro de carbono estão fundamentados. Outras ações do Carbon Trade Watch envolvem uma campanha contra a adoção indiscriminada de biocombustíveis - que podem ser uma fonte de emissão de GEEs e de supressão de florestas - e um estudo sobre os impactos da monocultura do eucalipto como projeto de seqüestro de carbono, iniciativa incluída no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo que já se aplica em países como o Brasil. termômetro